Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/sitioe80/public_html/caracolfuracao.com.br/Connections/gecon.php on line 9
Caracol Furacão

Inicial
O que é???
Quem sou eu e quem é você nesta história...
Se for pra sugar vida, gastar da vida, brindar a vida...
Grupo de pais: Buscando Aliados
Tudo depende do quê? Depende do jeito que a gente vê! Outros grupos
Deixem-nos ser quem somos, mas não deixem de nos mostrar quem também podemos ser: um espaço adolescente
Faz de conta que eu era... Uma terra chamada infância
Quantas raízes pode ter uma vida grama? A madureza...
Encontros com Pais
 

 






Por que brincar é importante?
04/12/2009 18:52

Ao brincar a criança cria um universo particular. Ela inventa e reinventa este universo constantemente, debruçando-se numa realidade paralela que a protege e lhe oferece um espaço infinito para a imaginação e a fantasia, condição esta que nem sempre o cotidiano poderá proporcionar.

E o que tem a ver esse brincar com a aprendizagem, o afeto, o desenvolvimento da criança? Tudo. O brincar é a base, a terra firme para a construção do porto seguro, ou seja, é brincando que a criança experiência a linguagem, os sentimentos e a criatividade para construir estratégias que facilitem ou ampliem o seu viver.

Considerando, então, a grande importância do brincar na vida de todos nós, coloco algumas dicas bem legais para ficarmos mais atentos a este processo:

  • É preciso ter liberdade para dar asas à imaginação. Ás vezes o faz de conta terá uma lógica, outras vezes não, e são justamente esses diferentes momentos do brincar que irão ampliá-lo, permitindo que a criança transite entre o mágico, a fantasia e o lógico, o racional. Então, não se assuste, por exemplo, se você se deparar com a sua criança correndo pra lá e pra cá, trotando e relinchando feito um cavalinho, porque neste momento ela incorporou todo seu devir cavalo. E é brincando assim que ela irá se conhecer melhor em todo seu potencial.
  • A tecnologia de um brinquedo que já vem pronto, pode e deve estar interligada com outros brinquedos inventados por nós. Por exemplo, caixas que se transformam em casas para bonecas, árvores que são fortalezas para guerreiros, pias que viram lagos, um cachorro que vira meio de transporte para brinquedos, panelas que são bateria, um balde que é uma cesta de basquete, etc. Lembre-se: ás vezes tecnologia demais pode barrar a criatividade!
  • A interação: palavra chave no brincar. Estar bem acompanhado, nutrido de diálogos com quem se ama é o que nos faz suportar as jornadas solitárias que a vida nos impõe. E este diálogo está presente também nas brincadeiras, onde podemos falar de outros lugares, com outras idades, outras responsabilidades. Brincar é fazer um exercício constante de empatia, estímulo, compartilhar sentimentos. Então, apesar de também ser importante para a criança que ela brinque sozinha, não devemos deixar de interagir com ela nas brincadeiras, porque este será um bom momento para que nós adultos também possamos exercitar nossa criatividade, rompendo com inflexibilidades (da criança e da gente mesmo), contribuindo para aquisição da empatia ( nossa e da criança), e principalmente construir alegria nas relações, porque é rindo juntos, é o divertir-se juntos, que faz com que a criança sinta em nós e nela mesma que vale a pena criar, crescer e viver.
  • Ao brincar, o aprender formal e informal se misturam. Então, é muito importante inserir brincadeiras que desafiem o raciocínio das crianças (e da gente também). Um exemplo disso são os jogos com regras pré-estabelecidas que exijam uma resolução de problemas. A criança terá que tolerar a frustração quando o seu querer tiver um limite, terá que persistir até encontrar uma solução.Uma partida de xadrez, por exemplo, equivale a muitas, muitas feituras de sinapses, que nos deixarão muito mais inteligentes. Perder e ganhar faz parte do viver e passar por essas duas experiências é o que nos dará o fortalecimento para compreender e suportar que na vida não controlamos tudo, que para cada escolha há um preço, etc.
  • Brincar também implica em cuidar de si próprio e do outro. Saber compartilhar, respeitar as regras, ceder, dar o melhor de si, é o que nos permite brincar com o outro, reconhecer que ele existe e que faz parte do nosso mundo. Exercer a infinita audácia e a infinita prudência no relacionamento com o outro é o que nos faz alçar vôos nesta vida. A experiência de cuidar de um passarinho que caiu do ninho antes de aprender a voar é um bom exemplo disso.
  • Inventar novos jogos, fazer variações dos que já existem brincar de aula, resgatar "antigas" brincadeiras (forca, stop, pontinhos, etc), sentar ao lado dos filhos e aprender a jogar no computador, fazer e inventar receitas, se lambuzar, fazer guerra de travesseiros, tomar picolé numa tarde quente, nadar, andar e cair tombo de bicicleta, jogar bola, subir em árvore, etc. A idéia é que se possa estar disponível para a criação, diversão e interação. São as brincadeiras que irão futuramente proporcionar a produção de histórias, a argumentação de posicionamentos, fazer cálculos, conversar, confiar, ou seja, conectar-se com o mundo.





Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/sitioe80/public_html/caracolfuracao.com.br/Connections/gecon.php on line 9
Final de um ano
08/12/2009 16:03
Cá estamos nós, mais uma vez diante do final de um ano. Há então que se fazer planos para as datas festivas, as férias e para o Ano Novo que se inicia. Junto com isso, nos acompanha aquela idéia de que o tempo passou rápido demais...

CARACOL OU FURACÃO?
08/09/2006 23:31
QUANDO SOU CARACOL
CAMINHO PARA EM VOLTA ATENTAMENTE OLHAR;
QUANDO SOU FURACÃO
VOU NO TROTE, DEPOIS NO GALOPE E ASSIM EXPERIMENTO VOAR;

 
(51) 3321-2113 - Av. Taquara, 110/201 - Petrópolis - Porto Alegre - RS
Copyright © 2006 Caracol Furacão - Desenvolvimento: Sítio Eletrônico